×

Situação das lavouras eleva soja em Chicago

Situação das lavouras eleva soja em Chicago

Ou entre pelo seu:

Facebook ou Google

Na Bolsa de Chicago, a soja fechou em alta com deterioração das lavouras, de acordo com informações divulgadas pela TF Agroeconômica. “O contrato de soja para novembro23, a principal data negociada nos EUA, fechou em alta de 0,39 %, ou $ 5,00 cents/bushel a $ 1302,75”, comenta.

“A cotação de maio24, referência para a safra brasileira, fechou em alta de 0,43 % ou $ 5,75 cents/bushel a $ 1340,75. O contrato de farelo de soja para outubro fechou em alta de 0,51 % ou $ 2,0 ton curta a $ 394,0 e o contrato de óleo de soja para outubro fechou em alta de 0,19 % ou $ 0,11/libra-peso a $ 58,86”, completa a consultoria.

Os dados divulgados pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), após o fechamento da sessão no dia anterior, deram suporte a oleaginosa. “Uma piora de 2% nas lavouras em boas/excelentes condições, em relação a semana anterior, foram o fator fundamental para os Fundos de Investimentos colocarem em dúvida a perspectiva de rendimento da apertada safra americana. Segundo o USDA, 50% da atual campanha está em boas ou excelentes condições. No entanto, o ritmo da colheita está acima da média histórica, o que limitou a possibilidade de uma alta mais robusta”, indica.

“A pesquisa pré-relatório tem 244 mbu (6,64 MT) de estoques de soja esperados para 1º de setembro. Se realizado, isso seria 6 mbu (163,29mil t) menor do que a projeção WASDE. Os analistas estimam que entre 216 mbu (5,88MT) e 270 mbu (7,35 MT) estarão no relatório trimestral do NASS. Após ensaiar uma queda pela manhã no mercado doméstico, em aparente movimento de realização de lucros, o dólar ganhou força ao longo da tarde em meio ao aumento da aversão ao risco no exterior e ao avanço das taxas dos Treasuries”, conclui.

Estimado usuário.
Preencha o formulário abaixo para remeter a página.
O Portal do Conteúdo Agropecuário.

Aguarde….


Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.

source
Fonte: Agrolink

Publicar comentário