×

Putin assina decreto para permitir que ucranianos entrem na Rússia sem visto

Putin assina decreto para permitir que ucranianos entrem na Rússia sem visto

Encontre matérias e conteúdos da Gazeta do Povo
O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.
O presidente russo, Vladimir Putin, assinou nesta sexta-feira (29) um decreto que flexibiliza as regras para o ingresso de cidadãos ucranianos na Rússia, prevendo a isenção de vistos e permitindo a entrada e saída do país com seus documentos nacionais e sem necessidade de passaporte.
O decreto, que não especifica se a regra se limita aos residentes nos territórios ocupados pelo Exército russo ou em qualquer parte da Ucrânia, afirma que os ucranianos “podem entrar na Rússia por meio de sua fronteira terrestre por países vizinhos”.
A nova norma foi publicada nesta sexta-feira no portal de informação jurídica do governo russo e estipula que os ucranianos poderão entrar em território russo utilizando apenas a sua carteira de identidade.
Documentos de uso nacional como carteira de marinheiro, carteira de tripulante de aeronave, certidão de nascimento (para menores de 16 anos), bem como qualquer passaporte, seja comum ou diplomático, também servirão para esses fins, mesmo que estejam vencidos.
Caso a pessoa não apresente nenhum dos documentos listados, a Rússia ainda permitirá a entrada, como exceção, com base em um documento de identificação de cidadão estrangeiro emitido pelo Ministério do Interior russo.
Segundo as autoridades russas, o número de refugiados ucranianos que entraram no país após o início da guerra ronda os 5,3 milhões, um quinto dos quais não possuía documentos quando chegaram ao país.
O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, ACNUR, informou em fevereiro que o número de ucranianos que fugiram do país como resultado da guerra ultrapassou os 8 milhões de pessoas, um número que caiu em junho para 6,3 milhões.
Máximo de 700 caracteres [0]
Apenas assinantes podem salvar para ler depois
Saiba mais em Minha Gazeta
Você salvou o conteúdo para ler depois
As notícias salvas ficam em Minha Gazeta na seção Conteúdos salvos. Leia quando quiser.
Encontre matérias e conteúdos da Gazeta do Povo
Carregando notificações
Aguarde…
Os recursos em Minha Gazeta são exclusivos para assinantes
Saiba mais sobre Minha Gazeta »

source
Fonte: Gazeta do Povo

Publicar comentário