×

Mais uma baixa para a soja em Chicago

Mais uma baixa para a soja em Chicago

Ou entre pelo seu:

Facebook ou Google

Na Bolsa de Chicago a soja fechou em baixa com avanço da colheita e melhora no rendimento e qualidade das lavouras, de acordo com informações divulgadas pela TF Agroeconômica. “O contrato de soja para novembro23, a principal data negociada nos EUA, fechou em baixa de -0,33 %, ou $ -4,25 cents/bushel a $ 1272,75”, comenta.

“A cotação de maio24, referência para a safra brasileira, fechou em baixa de -0,43 % ou $ -5,75 cents/bushel a $ 1320,75. O contrato de farelo de soja para outubro fechou em baixa de -1,20 % ou $ -4,4 ton curta a $ 363,2 e o contrato de óleo de soja para outubro fechou em baixa de -0,67 % ou $ -0,40/libra-peso a $ 59,45”, completa.

Três fatores fundamentais pressionaram a cotação da oleaginosa. “O avanço da colheita nos EUA, estimada em 23% da área planta, está acima do ano anterior e da média histórica. A produtividade, principalmente no leste do cinturão soja/milho, está maior que a esperada. Assim como a qualidade das lavouras, que está 2% melhor em relação a semana anterior, segundo o USDA. Os três juntos apontam um cenário baixista para a soja no curto prazo. Segundo analistas, traders não estão dispostos a reduzir posições vendidas enquanto a colheita avança”, indica.

“Nos EUA o relatório semanal de progresso da safra mostrou que 86% da soja perdeu
folhas em 01/10. A colheita avançou 11% pontos para 23% concluída. O ritmo médio é de 22% de finalização. As classificações de condição melhoraram, o que geralmente acontece após a rolagem das colheitadeiras. O Índice Brugler500 subiu 5 pontos, para 339. Indiana foi o que mais saltou”, conclui.

Estimado usuário.
Preencha o formulário abaixo para remeter a página.
O Portal do Conteúdo Agropecuário.

Aguarde….


Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.

source
Fonte: Agrolink

Publicar comentário