×

Controle da broca ganha nova alternativa

Controle da broca ganha nova alternativa

Ou entre pelo seu:

Facebook ou Google

A FMC anunciou o lançamento no Brasil do inseticida Malathion 1000 EC (Malationa), que promete “alta eficácia e efeito de choque” para o controle da broca-do-café (Hypothenemus hampei). “Tecnologia e inovação são fundamentais para melhorar a sanidade das lavouras e aumentar a qualidade dos grãos, principalmente para a cultura cafeeira”, afirma a fabricante.
 
Segundo a empresa multinacional de agroquímicos, a formulação do Malathion 1000 EC tem uma ação rápida e causa um efeito desalojante da broca. “As pesquisas com o Malathion nos cafezais demonstraram 5% menos de grãos brocados comparado aos padrões de mercado, isso se deve muito ao efeito de choque, que não gera o desequilíbrio de outras pragas”, ressalta Luís Grandeza, gerente da cultura de café da FMC.

De acordo com ele, com essa solução é possível promover um controle “do jeito que o produtor gosta, com os resultados que ele precisa em campo: mais qualidade e rentabilidade”. O Malathion, afirma ele, ainda apresenta benefícios como meia-vida no solo, degradação de cerca de 90% em menos de 24 horas, baixo intervalo de segurança, ação por contato e ingestão.
 
Com esse modo de ação diferente, o Malathion é recomendado pela FMC para a rotação de ativos nos cafezais, a fim de evitar a resistência aos inseticidas. O gerente destaca que a integração dos ativos colabora com o manejo: “Esse é um produto acessível para aplicação na idade adulta da broca, que inicia na fase de trânsito na lavoura, devido sua alta capacidade de choque.”

Luís ainda ressalta que é possível fazer uma integração entre o Malathion e o Benevia (Ciantraniliprole), outro inseticida consagrado da FMC. “A broca é migratória e a colheita mecanizada deixar alguns grãos no pé, que viram inóculos da praga de um ano para o outro, contribuindo para o início da infestação”, ressalta Grandeza. 

Por isso, explica ele, o Malathion é importante para o controle inicial deixando o trabalho de residualidade com longo período de controle para o Benevia. “Esse processo integrado diminuirá a quantidade de grãos brocados nas lavouras e a consequência é o aumento da qualidade final dos grãos colhidos. Um casamento perfeito”, conclui o gerente, destacando que o Malathion já está sendo comercializado em todo o Brasil.

Estimado usuário.
Preencha o formulário abaixo para remeter a página.
O Portal do Conteúdo Agropecuário.

Aguarde….


Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.

source
Fonte: Agrolink

Publicar comentário