×

Senado debate PEC que limita decisões monocráticas do STF; votação será na próxima semana

Senado debate PEC que limita decisões monocráticas do STF; votação será na próxima semana

Encontre matérias e conteúdos da Gazeta do Povo
O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.
O Senado vai debater nesta quinta-feira (19), a partir das 11h no plenário da Casa, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 8/2021, que impõe limites às decisões monocráticas nos tribunais superiores. O presidente Rodrigo Pacheco (PSD-MG) informou aos líderes que pretende acelerar a tramitação da proposta do senador Oriovisto Guimarães (Podemos-PR), aprovada em tempo recorde na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) no começo deste mês. Além da discussão, o texto será submetido ao plenário já na semana que vem.
A PEC 8/2021 é considerada uma reação imediata ao ativismo judicial ao vedar a concessão de decisão monocrática por ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e demais tribunais superiores que suspenda a eficácia de uma lei ou ato normativo com efeito geral ou que suspenda ato dos presidentes da República, do Senado, da Câmara ou do Congresso. A proposta também estabelece que pedidos de vista — prazo para estudar um determinado processo — devem ser concedidos coletivamente e por prazo máximo de seis meses.
O senador Eduardo Girão (Novo-CE) disse à Gazeta do Povo que há grande expectativa pela aprovação da PEC das decisões monocráticas ainda este mês, antecipando a previsão inicial de ocorrer apenas em novembro.
Na sequência será levado ao plenário o restante do chamado pacote para contenção do STF, com projetos para delimitar o prazo de mandato para ministros da Corte e a fixação de idade mínima para os seus novos juízes. Nessa toada também será avaliado o projeto do senador Jorge Kajuru (PSB-GO) para pôr fim à reeleição de mandatos no Executivo.
No último sábado (14), em Paris, durante o I Fórum Esfera Internacional, Pacheco defendeu em sua palestra a atribuição e a legitimidade do Congresso Nacional. Diante do ministro decano do STF, Gilmar Mendes, o senador deixou claro que haveria uma reação do Legislativo contra as invasões de competência do Judiciário, a exemplo das decisões sobre temas sensíveis, como consumo de drogas, liberação do aborto e direito de propriedade privada.
Máximo de 700 caracteres [0]
Apenas assinantes podem salvar para ler depois
Saiba mais em Minha Gazeta
Você salvou o conteúdo para ler depois
As notícias salvas ficam em Minha Gazeta na seção Conteúdos salvos. Leia quando quiser.
Encontre matérias e conteúdos da Gazeta do Povo
Carregando notificações
Aguarde…
Os recursos em Minha Gazeta são exclusivos para assinantes
Saiba mais sobre Minha Gazeta »

source
Fonte: G Bahia

Publicar comentário