×

Israel acusa Hamas de manter principal base sob o maior hospital de Gaza

Israel acusa Hamas de manter principal base sob o maior hospital de Gaza

Encontre matérias e conteúdos da Gazeta do Povo
O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.
As Forças de Defesa de Israel (FDI) acusaram nesta sexta-feira (27) o grupo terrorista Hamas de manter sua principal base de operações sob o hospital Shifa, o maior da Faixa de Gaza.
Em entrevista coletiva, cujos principais trechos foram publicados pelo jornal Times of Israel, o porta-voz das FDI, contra-almirante Daniel Hagari, afirmou que complexos subterrâneos debaixo do hospital são utilizados para coordenar ataques contra Israel e armazenar armas.
“Os terroristas do Hamas operam dentro e sob o hospital Shifa, e outros hospitais em Gaza, com uma rede de túneis terroristas”, disse Hagari.
“O Hamas faz guerra nos hospitais. Ao operar a partir destes hospitais, o Hamas não só põe em perigo a vida de civis israelenses, mas também explora civis inocentes de Gaza”, afirmou o porta-voz, que acrescentou que o grupo terrorista recorre a essa tática “porque sabe que as FDI distinguem entre terroristas e civis” nos seus ataques.
Izzat al-Rishq, membro do gabinete político do Hamas, classificou a acusação de Israel como “infundada”.
“Estas mentiras representam um prelúdio para um novo massacre contra o nosso povo, maior do que o do Hospital Batista al-Ahli”, disse o terrorista em comunicado, numa referência a uma instituição onde centenas de pessoas morreram numa explosão na semana passada.
O Hamas culpou Israel, mas Tel Aviv divulgou imagens para sustentar que a tragédia ocorreu devido a um erro no lançamento de um foguete de outro grupo terrorista, a Jihad Islâmica.
Máximo de 700 caracteres [0]
Apenas assinantes podem salvar para ler depois
Saiba mais em Minha Gazeta
Você salvou o conteúdo para ler depois
As notícias salvas ficam em Minha Gazeta na seção Conteúdos salvos. Leia quando quiser.
Encontre matérias e conteúdos da Gazeta do Povo
Carregando notificações
Aguarde…
Os recursos em Minha Gazeta são exclusivos para assinantes
Saiba mais sobre Minha Gazeta »

source
Fonte: Gazeta do Povo

Publicar comentário