×

Quinta queda para o milho em Chicago

Quinta queda para o milho em Chicago

Ou entre pelo seu:

Facebook ou Google

Na Bolsa de Chicago, o milho fechou em baixa pela quinta sessão consecutiva, de acordo com informações divulgadas pela TF Agroeconômica. “A cotação para dezembro23, a principal data negociada nos EUA, fechou em baixa de -0,16 % ou $ -0,75 cents/bushel a $ 479,25. A cotação de março24, referência para a nossa safra de verão, fechou em baixa de -0,25 % ou $ -1,25 cents/bushel a $ 493,25”, comenta.

“O cereal fechou a quinta sessão consecutiva em queda, com a melhora no clima nos dois principais produtores da América do Sul. O Brasil tem boas previsões de chuvas nas próximas 48h na parte do centro-oeste e a Argentina já recebeu precipitações nos últimos dias. Nesse sentido a Bolsa de Cereais de Buenos Aires (BCBA) elevou a proporção de milho em condição excelente/normal de 60% para 76%, ante 65% na mesma época em 2022. Para as condição hídrica dos solos, a parcela ótima/adequada passou de 51% para 59%, ante os 58% vigentes há um ano”, completa.

Já na Bolsa de Mercadorias de São Paulo (B3) o milho fechou de forma mista com grande disponibilidade e dificuldades logísticas. “Os contratos de milho na BMF fecharam de forma mista nesta quinta-feira. Os fatores do dia anterior foram mantidos com a pequena variação de Chicago (-0,16%) e do dólar (-0,23%)”, indica.

“A grande disponibilidade de milho no Brasil e no mundo, assim como a necessidade do produtor fazer vendas pontuais para ter capital de giro para o plantio, mantêm os preços pressionados. As dificuldades de escoamento pelo arco-norte, assim como o atraso nos portos de Paranaguá e Santos também não ajudam a puxar as cotações para cima, já que a oferta fica estrangulada na logística”, conclui.

Estimado usuário.
Preencha o formulário abaixo para remeter a página.
O Portal do Conteúdo Agropecuário.

Aguarde….


Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.

source
Fonte: Agrolink

Publicar comentário