×

Formação de ciclone traz condição de “grande perigo”

Formação de ciclone traz condição de “grande perigo”

Ou entre pelo seu:

Facebook ou Google

A previsão meteorológica aponta que um novo ciclone está se formando a partir de um sistema nos países vizinhos, trazendo chuva intensa para a região Sul. Um sistema de baixa pressão está se fortalecendo em países vizinhos, incluindo o Norte da Argentina, Paraguai e Sul da Bolívia. Este sistema está previsto para chegar ao oceano até o domingo, quando dará origem a um novo ciclone. 

De acordo com o metereologista do Portal Agrolink, Gabriel Rodrigues as próximas horas serão críticas, com um aumento significativo na precipitação. Espera-se que o novo ciclone traga condições climáticas desafiadoras.

Gabriel explica que, o ciclone é uma região de baixa pressão. As áreas de baixa pressão têm a capacidade de “levantar” o ar, formando as nuvens carregadas. Além disso, essa região é abastecida com o forte suporte de ar quente e úmido –  proveniente da floresta amazônica – que são carregados pelos ventos conhecidos como Jatos de Baixos Níveis. 

Representação esquemática dos Jatos de Baixos Níveis (flecha azul).
Fonte: Marengo Et. Al. 2004

A combinação vai resultar em condições extremas de precipitação, com as projeções matemáticas indicando mais de 200 mm no decorrer do final de semana (28 e 29). Contudo, o cenário mais delicado será a madrugada de sábado (28). As tormentas devem começar na noite de sexta (27.10) na Província de Missiones, na Argentina, avançando para o noroeste gaúcho e oeste Catarinense. São esperadas chuvas intensas em curtos períodos de tempo. No amanhecer de sábado, as tempestades avançam até a região de Lagoa Vermelha (RS), cobrindo até a grande região de Francisco Beltrão (PR). 

Clique aqui e acesse AGROTEMPO.
O metereologista ainda ressalta que,  ainda na primeira metade do dia, as instabilidades deverão avançar até o litoral catarinense, se espalhando para áreas até a altura de São Borja no oeste Gaúcho e Foz do Iguaçu no Paraná, também com previsão de volumes muito expressivos em curtos períodos de tempo. 
De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia,  a condição é de  “grande perigo” entre a noite de sexta (27.10) e tarde de sábado (28.10). Segundo o alerta emitido pelo órgão, “existe possibilidade de chuva superior a 60 mm por hora ou maior que 100 mm no dia, ventos superiores a 100 km/h, e queda de granizo. Grande risco de danos em edificações, corte de energia elétrica, estragos em plantações, queda de árvores, alagamentos e transtornos no transporte rodoviário”. 

As áreas sob esse alerta são: Serrana, Oeste Catarinense, Noroeste Rio-grandense, Centro Ocidental Paranaense, Sudoeste Paranaense, Oeste Paranaense, Nordeste Rio-grandense, Sudeste Paranaense, Centro-Sul Paranaense, Sudoeste Rio-grandense, Norte Catarinense, Sul Catarinense
Este alerta é reforçado com as condições de acumulados acima dos 200 mm em 72 horas, que compreende o este final de semana entre (27 a 30), conforme apresentado pelas diversas projeções matemáticas elaboradas pelo Agrotempo.



O material foi elaborado pelo metereologista, Gabriel Rodrigues com revisão de Aline Merladete.

 
Estimado usuário.
Preencha o formulário abaixo para remeter a página.
O Portal do Conteúdo Agropecuário.

Aguarde….


Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.

source
Fonte: Agrolink

Publicar comentário