×

Netanyahu diz que se Israel não vencer a guerra contra o Hamas “o mal se espalhará”

Netanyahu diz que se Israel não vencer a guerra contra o Hamas “o mal se espalhará”

Encontre matérias e conteúdos da Gazeta do Povo
O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.
Em uma coletiva de imprensa realizada neste sábado (28), o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, declarou que a atual guerra contra o grupo terrorista palestino Hamas não é apenas uma batalha militar, mas sim uma “luta entre o bem e o mal”. Netanyahu enfatizou a importância de seu país alcançar a vitória no conflito, destacando que, caso isso não ocorra, “o mal se espalhará”.
Ainda na coletiva, o chefe de governo de Israel afirmou que as atuais incursões militares pontuais em Gaza são o “segundo estágio da guerra” que está em andamento no Oriente Médio. Netanyahu também disse que o objetivo central de Israel neste conflito é “destruir a capacidade militar e governamental do Hamas”, além de garantir o “retorno dos cidadãos” que foram sequestrados pelos terroristas durante os ataques do dia 7 de outubro.
Durante a coletiva, Netanyahu instou a população civil em Gaza a se dirigir às áreas seguras do enclave e anunciou oficialmente a expansão das operações militares israelenses na Faixa de Gaza.
“A guerra dentro de Gaza será longa”, disse ele. “Essa é a nossa segunda guerra pela independência. Vamos salvar nosso país. Vamos lutar no ar, no solo, e vamos vencer”, completou Netanyahu.
Netanyahu encerrou sua participação na coletiva reafirmando sua confiança nas Forças de Defesa de Israel (FDI) e em os outros grupos militares do país. Ele expressou sua determinação em “alcançar a vitória” contra o Hamas em nome de Israel e de “todos os cidadãos” do país.
Mais cedo, neste sábado, as Forças de Defesa de Israel emitiram um alerta “urgente” aos residentes do norte de Gaza, instando-os a mudarem temporariamente para o sul devido às “intensas hostilidades” que estavam em curso.
Por meio de uma mensagem de vídeo, um porta-voz das FDI enfatizou a necessidade dessa mudança acontecer de forma ágil. O apelo feito pelo porta-voz foi descrito como uma “medida de segurança essencial”.
Máximo de 700 caracteres [0]
Apenas assinantes podem salvar para ler depois
Saiba mais em Minha Gazeta
Você salvou o conteúdo para ler depois
As notícias salvas ficam em Minha Gazeta na seção Conteúdos salvos. Leia quando quiser.
Encontre matérias e conteúdos da Gazeta do Povo
Carregando notificações
Aguarde…
Os recursos em Minha Gazeta são exclusivos para assinantes
Saiba mais sobre Minha Gazeta »

source
Fonte: Gazeta do Povo

Publicar comentário