×

Ataque realizado em Jabalya atingiu reduto militar do Hamas e matou 50 terroristas, diz Israel

Ataque realizado em Jabalya atingiu reduto militar do Hamas e matou 50 terroristas, diz Israel

Encontre matérias e conteúdos da Gazeta do Povo
O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.
As Forças de Defesa de Israel (FDI) disseram nesta terça-feira (31) que um ataque realizado contra um local no campo de refugiados palestinos de Jabalya, na Faixa de Gaza, resultou na morte do comandante do Batalhão Central do Hamas, Ibrahim Biari, e de pelo menos outros 50 terroristas.
Segundo os militares israelenses, o local que foi atacado no campo de refugiados era um reduto militar dos terroristas do Hamas. As FDI informaram que o ataque aéreo realizado contra esse reduto resultou também no colapso de túneis subterrâneos, que eram utilizados por terroristas do grupo palestino.
As FDI também disseram que Biari, morto no local, foi um dos comandantes dos ataques terroristas realizados contra o Estado judeu no último dia 7 de outubro, que resultou na morte de 1,4 mil israelenses e na captura de mais de 200 pessoas que ainda estão sendo mantidas como reféns dos terroristas na Faixa de Gaza.
Por sua vez, o Ministério da Saúde de Gaza, controlado pelos terroristas do Hamas, disse que as 50 pessoas que Israel afirma terem morrido em Jabalya eram civis. O Ministério também informou que o total do número de pessoas que teriam sido vitimadas na ofensiva ainda está sendo contabilizado. A pasta ainda informou que além dos mortos, 150 outras pessoas, que dizem serem civis, também ficaram feridas.
Máximo de 700 caracteres [0]
Apenas assinantes podem salvar para ler depois
Saiba mais em Minha Gazeta
Você salvou o conteúdo para ler depois
As notícias salvas ficam em Minha Gazeta na seção Conteúdos salvos. Leia quando quiser.
Encontre matérias e conteúdos da Gazeta do Povo
Carregando notificações
Aguarde…
Os recursos em Minha Gazeta são exclusivos para assinantes
Saiba mais sobre Minha Gazeta »

source
Fonte: Gazeta do Povo

Publicar comentário