×

Como está a soja no Centro-Oeste

Como está a soja no Centro-Oeste

Ou entre pelo seu:

Facebook ou Google

O mercado da soja do estado do Mato Grosso do Sul tem preços parados, mas os volumes de negócios melhoram nesta terça-feira, de acordo com informações divulgadas pela TF Agreconômica. “Preços não se movem, mas alguns volumes foram efetuados no dia de hoje, isso se deve em grande parte a aparente pressa de alguns produtores de fechar o ano comercial, estima-se que umas 15.000 toneladas foram negociadas, volume atípico dado o momento”, comenta.

“Todos os preços marcaram manutenção – em Dourados os preços foram cotados a R$ 129,00. Em Maracaju o preço foi a R$ 128,00. Em Sidrolândia o preço foi de R$ 128,00 em manutenção. Em Campo Grande o preço foi de R$ 129,00 e em Chapadão do Sul o preço foi a R$ 128,00”, completa.

Os preços e os negócios estão parados no Mato Grosso. “Regiões de Mato Grosso marcam
dia de manutenção, com o produtor continuando com movimentações bastante amenas e foco na plantação, isso se deve ao estrangulamento dos fretes para o Sul, algo que tem preocupado e que enquanto não for resolvido será a pedra no sapato de quem guarda volumes cada vez mais antigos de soja”, indica.

“O mercado do dia foi igual o da sessão anterior, com isso – Campo Verde a R$ 124,90.
Lucas do Rio Verde a R$ 119,90. Nova Mutum a R$ 120,70. Primavera a R$ 125,10. Rondonópolis a R$ 127,00. Sorriso, por fim, a R$ 119,40”, informa.
Mais acima, no Matopiba, foram vistas altas parciais. “Balsas a R$ 120,00. No Porto
Franco-MA o preço foi de R$ 125,00 com alta de R$ 1,50/saca. Em Pedro Afonso, que agora é a referência nas cotações, o preço foi de R$ 122,00. Uruçuí-PI encerrou o dia a R$ 135,00. Em Luiz Ricardo Magalhães, na Bahia, por fim, fechou a R$ 125,00 com alta de R$ 2,00/saca”, conclui.

Estimado usuário.
Preencha o formulário abaixo para remeter a página.
O Portal do Conteúdo Agropecuário.

Aguarde….


Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.

source
Fonte: Agrolink

Publicar comentário