×

Em Brasília, indígenas cercam canteiro de obras e reivindicam área

Em Brasília, indígenas cercam canteiro de obras e reivindicam área

Encontre matérias e conteúdos da Gazeta do Povo
O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.
Um grupo de indígenas do Território Bananal, localizado no setor Noroeste de Brasília (DF), resolveu cercar com estacas e arame farpado um canteiro de obras de um prédio no bairro. De acordo com os indígenas, a área pertence a eles e deve ser demarcada.
Um vídeo que circula pelas redes sociais, nesta quarta-feira (8), mostra funcionários da imobiliária Terracap conversando com os indígenas, que permanecem irredutíveis em sua reivindicação.
“Falaram que a gente estava derrubando isso aqui. A gente tá só cercando essa terra indígena aqui”, diz um indígena aparentemente nervoso com a presença dos funcionários da imobiliária.
Após um dos funcionários pedir para que o grupo identifique o responsável pela ação, o indígena rebate: “Você que é da Terracap é que deve saber quem fez esse trabalho aqui”, em referência a um suposto crime ambiental cometido com as escavações no local.
“A gente tá protegendo a área e vocês querem tirar a cerca?”, diz outro indígena.
Imediatamente, os funcionários tentam acalmar os indígenas e dizem ter ido ao local apenas para fazer um relatório sobre a situação.
Indígenas e representantes da imobiliária pedem providências à Funai e a outros órgãos do governo.
“Chegou o marco temporal”, escreveu um perfil na rede social X ao comentar o caso.
Em 2020, famílias das tribos Kariri-Xocó e Tuxá do Bananal-DF receberam lotes em uma área de 14 hectares, no setor Noroeste, para contrução de uma reserva indígena.
As tribos foram realocadas em decorrência de um acordo com a Terracap, que tocava as obras da via W9, que tinha como objetivo desafogar o tráfego de veículos entre o Setor de Transporte Norte (STN) e na DF 040, próximo ao Setor de Recreação Pública Norte (SRPN).
Máximo de 700 caracteres [0]
Apenas assinantes podem salvar para ler depois
Saiba mais em Minha Gazeta
Você salvou o conteúdo para ler depois
As notícias salvas ficam em Minha Gazeta na seção Conteúdos salvos. Leia quando quiser.
Encontre matérias e conteúdos da Gazeta do Povo
Carregando notificações
Aguarde…
Os recursos em Minha Gazeta são exclusivos para assinantes
Saiba mais sobre Minha Gazeta »

source
Fonte: G Bahia

Publicar comentário