×

Mujica e premiê socialista da Espanha declaram apoio a Massa

Mujica e premiê socialista da Espanha declaram apoio a Massa

Encontre matérias e conteúdos da Gazeta do Povo
O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.
O candidato peronista à presidência da Argentina, Sergio Massa, recebeu declarações de apoio de dois líderes de esquerda: o presidente em exercício do governo espanhol, Pedro Sánchez, e o ex-presidente uruguaio José Mujica (2010-2015).
Em vídeo enviado ao atual ministro da Economia argentino, Sánchez disse que Massa e o adversário dele no segundo turno de domingo (19), o libertário Javier Milei, oferecem opções “profundamente diferentes” e afirmou que o primeiro “oferece um projeto de unidade, de solidariedade, com oportunidades para todos”.
Ele acusou Milei de “estridência” e disse que Massa “representa a tolerância e o diálogo para construir uma Argentina com um desenvolvimento inclusivo, que não deixe ninguém para trás”.
O próprio Sánchez define seu futuro político nesta semana: nesta quarta (15) e quinta-feira (16), o Congresso dos Deputados da Espanha realizará os debates sobre a investidura ou não dele para continuar à frente do Executivo e depois fará a votação.
O processo foi marcado por grandes protestos contra o presidente do governo da Espanha, que chegou a um acordo para anistiar líderes separatistas da Catalunha, condenados ou investigados pelo referendo ilegal de separação da região da Espanha em 2017, com o objetivo de conseguir os votos necessários no Congresso dos Deputados.
Já Mujica declarou também em um vídeo que, se fosse argentino e pudesse votar no segundo turno das eleições presidenciais do país vizinho, votaria em Massa.
“Parece-me que ele tem consciência, que a Argentina não precisa de um cataclismo, mas de uma espinha dorsal. Unidade nacional, porque é aí que terá a força para sair do drama em que está mergulhada”, afirmou. (Com Agência EFE)
Máximo de 700 caracteres [0]
Apenas assinantes podem salvar para ler depois
Saiba mais em Minha Gazeta
Você salvou o conteúdo para ler depois
As notícias salvas ficam em Minha Gazeta na seção Conteúdos salvos. Leia quando quiser.
Encontre matérias e conteúdos da Gazeta do Povo
Carregando notificações
Aguarde…
Os recursos em Minha Gazeta são exclusivos para assinantes
Saiba mais sobre Minha Gazeta »

source
Fonte: Gazeta do Povo

Publicar comentário