×

Reflexo no supermercado? Farinha de trigo MAIS CARA

Reflexo no supermercado? Farinha de trigo MAIS CARA

Ou entre pelo seu:

Facebook ou Google

Nos moinhos do Paraná, segundo a TF Agroeconômica, 95% das unidas aumentaram o preço da farinha devido ao custo de produção. “Matéria-prima está subindo, já ouvimos R$ 1.350/1400/1500 – nós até fechamos hoje um contrato de R$ 1.500/t FOB, mais frete e ICMS de um trigo gaúcho, que vai chegar para nós a R$ 1600/t. ICMS a gente se credita, mas, assim mesmo, um valor bem salgado. Mas, a gente tem que comprar esse trigo de safra velha porque o trigo paranaense, apesar de ser bom, ainda não está descansado e não tem estabilidade suficiente”, disse a consultoria, citando informação de moinho.

“Por conta disso fizemos um aumento de 5% nos preços das farinhas e, apesar disto, continuamos com demanda, então acreditamos que até o final do mês iremos fazer outros reajustes. Vimos reajustes até maiores que estes em alguns dos nossos concorrentes, embora ainda haja alguns outros moinhos reduzindo preço, mas são poucos; cerca de 95% dos moinhos já estão ligados no mercado”, completa o moinho.

Com excesso de oferta de trigo tipo 2, os preços ficam de inalterados a mais baixos para as farinhas industriais. “Com relação às farinhas comuns e às farinhas de cola, a gente não sabe o que tem acontecido com o mercado, não estamos conseguindo vender; há compradores, mas a preços de banana. Então preferimos não vender. Acreditamos que dificilmente vai continuar caindo, apesar de ter muito trigo feed e, também acreditamos que fazer farinha com FN baixo não iremos achar comprador com facilidade.É isto que temos visto no mercado: farinhas de panificação e massa fresca subindo e as outras(industriais) até caindo e farelo subindo”, conclui.

Estimado usuário.
Preencha o formulário abaixo para remeter a página.
O Portal do Conteúdo Agropecuário.

Aguarde….


Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.

source
Fonte: Agrolink

Publicar comentário