×

Produção de açúcar do México é reduzida devido a seca

Produção de açúcar do México é reduzida devido a seca

Ou entre pelo seu:

Facebook ou Google

A produção de açúcar no México para o ciclo 2023/24 foi reajustada para baixo em 245.000 toneladas de toneladas (MT), chegando a 5,330 milhões de toneladas, conforme relatório divulgado recentemente pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). O país enfrenta atualmente condições generalizadas de seca, impactando principalmente as áreas de cultivo na região oeste do Pacífico e em San Luis Potosi, enquanto estados como Veracruz e Quintana Roo, fundamentais na produção de açúcar de baixa polaridade, não são tão afetados.

Os dados de ocorrência indicam que, de abril a outubro, houve uma redução de cerca de 23% nas regiões produtoras de cana, divulgada à situação de 2019, um ano com níveis de transações historicamente baixos. Os rendimentos das plantações são afetados de forma variada, dependendo do sistema de irrigação, mas, de maneira geral, esperam-se um impacto menor. Uma análise do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) estima um rendimento nacional de açúcar em torno de 61,3 MT/hectare, inferior aos 62,9 de 2019, mas acima dos 59,0 do ano anterior, quando o uso de fertilizantes atingidos níveis recordes devido aos preços extremamente elevados.
Com os preços do açúcar também em alta, a área colhida deverá manter-se em cerca de 800 mil hectares, evitando-se uma recuperação de sacarose em torno de 10,9%. A redução na produção para 2023/24 implica alterações nos outros componentes da oferta e uso do México. As entregas para o programa IMMEX foram reduzidas em 50.000 toneladas, ficando em 400.000, nível semelhante ao do ano passado, quando a produção estava em seu nível mais baixo.

No entanto, as exportações de açúcar de baixa polaridade para os EUA deverão atingir cerca de 70% das necessidades dos EUA, determinadas pelo Departamento de Comércio dos EUA em setembro. Esse tipo de açúcar deve representar aproximadamente 75% das exportações totais para os Estados Unidos, estimando um total de 1.051 milhões de toneladas (1.026 milhões para os EUA e 25.000 para outros destinos). Os estoques finais são calculados para atender aos requisitos de entrega nos primeiros 2,5 meses de 2024/25 antes do início da nova safra.
Enquanto isso, as importações de açúcar bruto como despesa estão projetadas para aumentar em 112.465 MT, totalizando 433.539. A oferta de açúcar dos EUA para 2023/24 aumenta em 12.345 toneladas curtas, devido a estoques iniciais mais baixos e especialmente compensatórios por uma produção maior. As importações de açúcar bruto TRQ diminuíram 160.573 toneladas curtas devido à decisão das Filipinas de alocar toda a sua produção para uso doméstico. As importações do México também reduziram em 85.610 toneladas curtas devido à previsão de menor produção de açúcar orgânico para o mercado dos EUA, conforme explicado anteriormente.

Essas reduções são contrabalançadas por um aumento de 100.000 toneladas curtas nas exceções projetadas de tarifas elevadas, chegando a 275.000. Prevê-se que 175 mil toneladas entrem como açúcar orgânico. O USDA observa que as importações de materiais-primas com tarifas elevadas são uma fonte crucial para atender às necessidades de açúcar bruto atuais nas condições de mercado.
Além disso, a produção de cana-de-açúcar na Louisiana para 2023/24 aumentou 48.947 toneladas curtas, totalizando 1.787 milhões, principalmente devido a uma previsão de maior produção de cana-de-açúcar. Já a produção de açúcar de beterraba aumentou 211.290 toneladas curtas, chegando a 5.363 milhões, graças aos rendimentos previstos mais altos e ajustes feitos para a produção no início da temporada. Não há mudanças nos níveis de consumo. Os estoques finais estão previstos em 1,569 milhão de toneladas curtas, resultando em uma relação estoque/uso de 12,39%, um aumento de 0,1 ponto percentual em relação ao mês anterior.

Estimado usuário.
Preencha o formulário abaixo para remeter a página.
O Portal do Conteúdo Agropecuário.

Aguarde….


Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.

source
Fonte: Agrolink

Publicar comentário