×

Supermercados criticam proibição de abertura aos feriados e preveem redução de empregos

Supermercados criticam proibição de abertura aos feriados e preveem redução de empregos

Encontre matérias e conteúdos da Gazeta do Povo
O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.
A Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS) criticou por meio de nota, nesta quarta-feira (15), a decisão do Ministério do Trabalho e da Previdência de suspender o trabalho aos domingos e feriados no comércio varejista de supermercados e “atacarejo”.
A revogação ocorreu nesta terça-feira (14) por meio da publicação da Portaria 3.665. Com a medida, os supermercados e hipermercados não poderão abrir aos domingos e feriados sem prévia autorização de convenção coletiva e aprovação de legislação municipal.
Para a ABRAS, trata-se de “um cerco à manutenção e criação de empregos, o que representa o maior desafio do século na geração de renda e valor para a sociedade brasileira”, o que vai resultar em significativo aumento nos custos de mão de obra e na redução da oferta de empregos.
O setor é responsável pela comercialização de 93%% de gêneros de largo consumo e emprega 3,2 milhões de trabalhadores, direta e indiretamente. São 28 milhões de consumidores atendidos diariamente em 94.706 mil lojas no país. “A medida significa um retrocesso à atividade econômica essencial de abastecimento exercida pelos supermercados”, diz a ABRAS.
Máximo de 700 caracteres [0]
Apenas assinantes podem salvar para ler depois
Saiba mais em Minha Gazeta
Você salvou o conteúdo para ler depois
As notícias salvas ficam em Minha Gazeta na seção Conteúdos salvos. Leia quando quiser.
Encontre matérias e conteúdos da Gazeta do Povo
Carregando notificações
Aguarde…
Os recursos em Minha Gazeta são exclusivos para assinantes
Saiba mais sobre Minha Gazeta »

source
Fonte Gazeta do Povo

Publicar comentário