×

Detenção de jornalista português pela PF ganha repercussão internacional

Detenção de jornalista português pela PF ganha repercussão internacional

Encontre matérias e conteúdos da Gazeta do Povo
O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.
A detenção do jornalista português Sérgio Tavares no Aeroporto de Guarulhos na manhã deste domingo (25) ganhou repercussão internacional. Tavares veio ao Brasil para participar da manifestação convocada pelo ex-presidente Jair Bolsonaro na Avenida Paulista, em São Paulo, mas por cerca de três horas e meia teve seu passaporte retido pela Polícia Federal.
Em sua conta no X, o jornalista de esquerda norte-americano Glen Greenwald relatou a detenção de Tavares e destacou que o português havia entrevistado Bolsonaro há poucos dias. Greenwald repostou o vídeo no qual o português deu detalhes sobre as questões que foram feitas a ele pelos policiais federais.
“Perguntaram, especificamente, sobre [o ministro do STF] Alexandre de Moraes, [o ex-ministro da Justiça] Flávio Dino], vacinas, 8 de janeiro, tudo. Um português que vem simplesmente cobrir uma manifestação de apoio a Jair Bolsonaro é sujeito a isto tudo”, afirmou Tavares. Também no X, o jornal polonês Visegrád24 foi outro perfil a noticiar a detenção do jornalista português, divulgando informações semelhantes.
Em Portugal, o partido Alternativa Democrática Nacional (ADN) publicou um comunicado no qual exige a intervenção imediata do presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, e da Embaixada de Portugal no Brasil contra o que considerou uma “perseguição fascista de uma extrema-esquerda que apoia o presidente Lula”.
A Gazeta do Povo tentou contato com a Polícia Federal ainda durante a manhã deste domingo para esclarecer os fatos que levaram à detenção de Sérgio Tavares em sua chegada ao Brasil, no Aeroporto Internacional de Guarulhos, mas não obteve retorno. À Folha de S. Paulo, a PF apontou, em nota, que o jornalista português precisaria de um visto de trabalho – tal documento não teria sido apresentado por Tavares.
“Além disso, o estrangeiro foi indagado sobre comentários que fez sobre a democracia no Brasil, afirmando que o pais vive um ‘ditadura do Judiciário’, além de outras afirmações na mesma linha, postadas em suas redes sociais. Vale ressaltar que as mesmas medidas são adotadas por padrão na grande maioria dos aeroportos internacionais”, completou a nota.
Máximo de 700 caracteres [0]
Apenas assinantes podem salvar para ler depois
Saiba mais em Minha Gazeta
Você salvou o conteúdo para ler depois
As notícias salvas ficam em Minha Gazeta na seção Conteúdos salvos. Leia quando quiser.
Encontre matérias e conteúdos da Gazeta do Povo
Carregando notificações
Aguarde…
Os recursos em Minha Gazeta são exclusivos para assinantes
Saiba mais sobre Minha Gazeta »

source
Fonte: G Bahia

Publicar comentário