×

Trump e Milei se encontram pela primeira vez no maior evento conservador do mundo

Trump e Milei se encontram pela primeira vez no maior evento conservador do mundo

Encontre matérias e conteúdos da Gazeta do Povo
O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.
“Faça a Argentina grande de novo!”. Foi assim, parafraseando o próprio slogan, que Donald Trump cumprimentou Javier Milei no primeiro encontro entre os dois – ocorrido neste sábado (24), em Washington (EUA).
O ex-presidente americano e o novo mandatário da Argentina se encontraram nos bastidores da Conferência de Ação Política Conservadora (CPAC), considerado o maior evento do gênero no mundo. Ambos discursaram no último dia da programação, iniciada na na quarta-feira (21).
Como era de se esperar, a fala de Trump foi a mais concorrida de todo o fórum, e contou com uma plateia formada por personalidades políticas de direita como Nayib Bukele (presidente de El Salvador), Santiago Abascal (líder do partido de direita espanhol VOX) e o próprio Milei.
O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP), filho do ex-presidente Jair Bolsonaro, também fez uma participação. Ele denunciou a perseguição do atual governo brasileiro a figuras da oposição como seu pai, a juíza Ludmila Lins Grilo e o jornalista Rodrigo Constantino (colunista da Gazeta do Povo), entre outros.
“Um voto em mim é o seu bilhete de volta à liberdade, é o seu passaporte para sair da tirania. É a sua única fuga do caminho rápido para o inferno de Joe Biden e sua gangue!”, afirmou o pré-candidato à Presidência dos Estados Unidos, em clima eleitoral.
Trump disse que se considera um “orgulhoso dissidente político”, fazendo uma referência ao russo Alexei Navalny, opositor do ditador Vladimir Putin morto no último dia 16. E prometeu: “Tudo em nosso país voltará a funcionar corretamente. Seremos respeitados como nunca fomos antes”.
Javier Milei, por sua vez, concentrou-se em suas ideias econômicas e anti-woke. “Não permitir o avanço do socialismo, não endossar a regulação, não permitir o avanço da agenda assassina e não se deixar levar pelo canto da sereia da justiça social. Eu estou chegando”, afirmou.
Milei ainda pegou o gancho de Trump e disse que não se renderá “até tornar a Argentina grande novamente”. Por fim, soltou o seu bordão que correu o mundo: Viva la libertad, carajo!
Máximo de 700 caracteres [0]
Apenas assinantes podem salvar para ler depois
Saiba mais em Minha Gazeta
Você salvou o conteúdo para ler depois
As notícias salvas ficam em Minha Gazeta na seção Conteúdos salvos. Leia quando quiser.
Encontre matérias e conteúdos da Gazeta do Povo
Carregando notificações
Aguarde…
Os recursos em Minha Gazeta são exclusivos para assinantes
Saiba mais sobre Minha Gazeta »

source
Fonte: Gazeta do Povo

Publicar comentário