×

Biden tem “esperança” de que haja um cessar-fogo em Gaza até a próxima segunda

Biden tem “esperança” de que haja um cessar-fogo em Gaza até a próxima segunda

Encontre matérias e conteúdos da Gazeta do Povo
O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.
O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou nesta segunda-feira (26) que sua “esperança” é que se chegue a um acordo para um cessar-fogo na Faixa de Gaza até a próxima segunda, que será dia 4 de março.
“Meu assessor de Segurança Nacional me disse que estamos perto, estamos perto, mas ainda não conseguimos. A minha esperança é que na próxima segunda-feira tenhamos um cessar-fogo”, disse o mandatário a jornalistas em Nova York.
O assessor de Segurança Nacional de Biden, Jake Sullivan, já tinha avançado neste domingo (25) em uma entrevista à CNN que EUA, Israel, Egito e Catar tinham chegado a um acordo sobre “as linhas básicas” para facilitar um cessar-fogo na Faixa de Gaza e a troca de reféns israelenses por prisioneiros palestinos.
Biden fez o comentário enquanto visitava uma sorveteria em Nova York, com casquinha de chocolate e menta na mão, ao lado do apresentador de TV Seth Meyers, cujo programa ‘Late Night with Seth Meyers’ completa dez anos.
Pouco antes, um grupo de manifestantes se reuniu no Rockefeller Center, onde Biden foi nesta segunda gravar uma entrevista ao apresentador, para protestar contra a guerra em Gaza e pedir um cessar-fogo.
Nesta segunda, fontes próximas das negociações em Doha entre delegações do Catar, Egito, EUA, Israel e o grupo islâmico palestino Hamas disseram à Agência EFE que as conversas estão “avançando” para chegar a acordo sobre uma troca de reféns em Gaza por prisioneiros palestinos.
Estas conversas em Doha surgem após a rodada de consultas realizadas na sexta-feira (23) e no sábado (24) em Paris, capital da França, entre Israel, EUA, Egito e Catar para definir os termos de um novo acordo.
Desde o início da guerra, Israel e Hamas só chegaram a um acordo de trégua de uma semana no final de novembro, que permitiu a libertação de 105 reféns em troca de 240 prisioneiros palestinos.
A guerra na Faixa de Gaza começou após os ataques terroristas do Hamas realizados no dia 7 de outubro de 2023, no qual cerca de 1,2 mil pessoas foram mortas e outras 230 foram raptadas.
Máximo de 700 caracteres [0]
Apenas assinantes podem salvar para ler depois
Saiba mais em Minha Gazeta
Você salvou o conteúdo para ler depois
As notícias salvas ficam em Minha Gazeta na seção Conteúdos salvos. Leia quando quiser.
Encontre matérias e conteúdos da Gazeta do Povo
Carregando notificações
Aguarde…
Os recursos em Minha Gazeta são exclusivos para assinantes
Saiba mais sobre Minha Gazeta »

source
Fonte: Gazeta do Povo

Publicar comentário